Estréias

Para quem curte um cineminha, sozinho ou acompanhado, aqui vão as estréias da semana:

IDAS E VINDAS DO AMOR

(Valentine's Day)

EUA, 2010 / Comédia Romântica
Direção: Garry Marshall

Elenco: Julia Roberts, Anne Hathaway, Ashton Kutcher.



Crítica - O roteiro arma uma trama bastante simples, seguindo os encontros e desencontros amorosos de um grupo de pessoas de diferentes profissões e classes sociais, todas moradoras de Los Angeles, num Dia dos Namorados. Nem todos os atores conseguem dar um bom ritmo à história, que sucumbe sob um exagero de clichês e a falta de personagens realmente simpáticos, por quem a plateia sinta vontade de torcer. A mais próxima disso é apenas Anne Hathaway, no papel de Liz, uma moça atrapalhada que tem como segundo emprego um serviço de chamadas eróticas, o que dá margem a uma série de malentendidos. (Neusa Barbosa, do Cineweb)


UM OLHAR DO PARAÍSO

(The lovely bones)

EUA/Reino Unido, 2009 / Drama

Direção: Peter Jackson

Elenco: Saoirse Ronan, Rachel Weisz, Mark Wahlberg.



Crítica - Aos 14 anos, Susie Salmon foi estuprada, assassinada e estripada, mas não morreu completamente. Algo estranho aconteceu com ela. De onde está ela pode observar sua família e seu assassino e torcer para que ele seja preso. Ainda assim, "Um Olhar do Paraíso", não é um filme sobrenatural. É um drama sobre crime e castigo. O filme tem tudo para ser hipnótico, perturbador até, mas nas mãos do diretor e corroteirista Peter Jackson, a adaptação do romance "Uma vida interrompida" é morna, sem graça e cheia de efeitos visuais. A trama é interessante, mas os excessos criativos do diretor a transformam num emaranhado de clichês visuais.(Alysson Oliveira, do Cineweb)


UM HOMEM SÉRIO

(A serious man)

EUA, 2009 / Comédia dramática

Direção: Joel e Ethan Coen

Elenco: Michael Stuhlbarg, Sari Lennick.

Crítica - Concorrendo a dois Oscars, o novo trabalho dos irmãos Coen é um filme repleto de possibilidades de interpretação e difícil classificação de gênero. O protagonista é um professor de física, Lawrence Gopnick, um verdadeiro protótipo do homem comum, que enfrenta uma série de conflitos éticos. Nenhuma situação resulta em uma conclusão moral. Os Coen já demonstraram generosamente em seus filmes anteriores que são céticos e cínicos demais para qualquer tipo de pregação. Nesse sentido, "Um homem sério" é mais um comentário denso e espirituoso sobre a crise do homem comum, da família e da nação norte-americana. (Neusa Barbosa, do Cineweb)


EDUCAÇÃO

(Education)
Reino Unido, 2009 / Drama
Direção: Lone Scherfig

Elenco: Carey Mulligan, Peter Sarsgaard.


Crítica - A movimentada década de 1960 é o cenário onde uma jovem de 16 anos, Jenny, viverá seus anos de descoberta e um desafiador ritual de amadurecimento. Se por um lado trata-se de uma história um tanto explorada pelo cinema, a interpretação magnética de Carey - indicada ao Oscar - traz um frescor para a personagem. Para que "Educação" funcione, de um lado está a atuação de Carey, do outro, a forma como o roteiro, assinado pelo escritor Nick Hornby, segue a evolução da personagem. Não há pressa para que as coisas aconteçam, tudo tem o seu tempo, o seu ritmo próprio. (Alysson Oliveira, do Cineweb)


O MENSAGEIRO

(The messenger)
EUA, 2009 / Drama
Direção: Oren Moverman
Elenco: Woody Harrelson, Ben Foster.




Crítica - O trabalho dos dois protagonistas de "O mensageiro" é dos mais difíceis. Eles são oficiais do Exército norte-americano que estão bem longe dos campos de batalha. Sua luta acontece em sua terra natal, onde têm por função comunicar famílias a morte de seus entes queridos na guerra. O diretor estreante conduz o filme com segurança e objetividade, capaz de criar personagens com nuances e veracidade. (Alysson Oliveira, do Cineweb)


Fonte Globo.com

1 comentários:

Aida Camila disse...
20 de fevereiro de 2010 06:12

Ai, tow louca pra ver esse filme, vi o trailler e me apaixonei!!adorei o post!
bjuh**