Do caos à cultura e diversão

Um lugar que virou sinônimo de violência, em São Paulo, acaba de passar por uma transformação. Impossível esquecer a penitenciária do Carandiru, palco de rebeliões. Em uma delas, em 1992, o complexo foi invadido por policiais e 111 presos morreram. O prédio foi demolido. Onde havia celas super lotadas, agora há estantes cheias. Computadores e modernos leitores de livros digitais já desembarcaram pelo local.

No espaço onde as palavras voam, tudo é um convite ao prazer de se deixar levar pela imaginação. No local, a formalidade das bibliotecas tradicionais é página virada. A biblioteca com cara de livraria tem prateleiras baixas, capas escancaradas e os 30 mil livros do acervo distribuídos por faixa etária.

Cheia de inovações, a nova bibloteca conta com um espaço adaptado para pessoas com deficiência física e visual. Um equipamento escaneia os livros e transforma a palavra escrita em falada.

“Você não tem a mesma velocidade para transcrever e adaptar materiais do que o mercado editorial lança obras. Então você abre uma possibilidade de usar a mesma coisa. De ser universal. De ser público de fato”, diz o advogado Daniel Monteiro.

“Com o propósito nosso, o que tiver no mercado editorial sendo lançado ao mesmo tempo que vai para a livraria vem para a biblioteca”, diz a idealizadora da biblioteca, Adriana Ferrari.

Todo empréstimo de livro é uma relação de confiança e essa biblioteca resolveu dar um passo adiante. Qualquer usuário cadastrado pode escolher o livro e levá-lo para casa, sem intermediários. No terminal de autoatendimento, basta passar a carteirinha, o livro e a saída é liberada.

Nesse site você pode conferir fotos em 360º das áres externa e interna. (Muito legal!)

4 comentários:

Rô_T820 disse...
9 de fevereiro de 2010 04:28

sempre bom saber que existe esa possibilidade de inverter o papel...
um símbolo de violência se transformando em um símbolo da cultura...
muito bom
muito bom o texto e o blog =**

Camille disse...
9 de fevereiro de 2010 05:16

Pois é. Também fico muito feliz com essa mudança. Obrigada pelo comentário =)

Paula Oliveira disse...
10 de fevereiro de 2010 18:43

Sim sim! Muito bacana né!
Tô doida pra ir conhecer, qualquer dia mais folgado vou tomar o metrô e me aventurar por estas prateleiras!

Beijos!

Camille disse...
11 de fevereiro de 2010 02:41

É nessas horas que eu morro de vontade de morar em SP....invejinha de vc! rsrrs

=*